Explicando o Inbound Marketing (passo 2)

By
Explicando o Inbound Marketing (passo 2)
(Nota 5) 5 votos

Inbound Marketing x Marketing de Conteúdo

Muitas pessoas ainda confundem  Inbound Marketing com Marketing de Conteúdo, por isso acho importante explicar, de forma bem resumida, a diferença entre esses dois. Podemos dizer que Marketing de Conteúdo é a produção de conteúdo rico, seja por meio de e-books, infográficos, vídeos, guest posts etc. O Inbound Marketing, por sua vez, é uma estratégia que se constitui a partir de três pilares: Marketing de Conteúdo, Estratégias nas Mídias Sociais e SEO. Ou seja, o Marketing de Conteúdo é, na verdade, um dos métodos disponíveis na metodologia do Inbound Marketing, mas o Imbound compreende muitos outros métodos, que se subdividem em cada um dos três pilares, mas que não se limitam a eles. O Inbound pode estar relacionado a diversos outros processos criativos.

Inbound Marketing como estratégia de vendas

O Inbound marketing se constituiu a partir de experiências que comprovadamente contribuíram para o aumento em vendas, e vem cada vez mais se difundindo entre profissionais de marketing e vendas: Você já deve ter ouvido falar de ‘Marketing de conteúdo’, ‘Marketing digital’, ‘O novo marketing’ ou mesmo ‘marketing de permissão’, não é? Em geral, esses termos são utilizados como sinônimos de Inbound Marketing, e a razão de tantas denominações se deve, principalmente, à falta de clareza quanto a essa metodologia. Mas, à medida que o Inbound e suas estratégias se tornam mais populares, essas confusões conceituais vão se dissipando. Por isso é tão importante entender o funcionamento desse processo, para então compreender a importância de cada método, e assim também conseguir distinguir aqueles que não fazem parte, exatamente, parte da metodologia do Inbound Marketing.

Objetivos principais do Inbound Marketing:

Atrair tráfego;

Para aumentar o tráfego, o primeiro passo é possuir um blog e construir conteúdos relevantes para o seu público-alvo. Este mesmo conteúdo rico pode ser compartilhado nas suas redes sociais, para ter um alcance e interação maiores. Outro passo importante é trabalhar as palavras-chave (SEO) para garantir que seu site apareça nos mecanismos de buscas.

Transformar visitantes em leads;

A segunda fase acontece quando o seu site possui um tráfego constante e os visitantes estão conseguindo encontrá-lo. É importante, nessa etapa, conseguir o nome e e-mail do visitante, o que se dá com o preenchimento de uma landing page (explico o que é landing page nesse link). É essa interação que garantirá que seus visitantes se transformem em leads.

Transformar leads em vendas;

Ao receber as informações dos visitantes, é necessário organizá-las em um banco de dados. Essa lista será determinante para trabalhar a comunicação e, assim, transformar os leads em venda.

Fidelizar os clientes e aumentar as margens;

Agora passamos para o fechamento e a fidelização do cliente. Essa etapa pode ser feita através do envio de conteúdos por e-mail e pela automação de marketing. A automação de marketing envolve a criação de e-mails adaptados para cada estágio do lead do cliente com a empresa.

Por exemplo, com essa ferramenta, é possível rastrear os dados do visitante que baixou determinado e-book, e, a partir disso, enviar e-mails relacionados ao conteúdo desse e-book. Ou seja, você tem a possibilidade de identificar os interesses de seu visitante e explorá-los da melhor maneira, oferecendo conteúdo que lhe seja relevante. Essa atitude pode garantir a manutenção de um relacionamento de qualidade, proveitoso tanto para a empresa quanto para o lead.

Caso o visitante tenha chego ao seu site por outra forma, como por exemplo, uma rede social, a série de e-mails poderá ter uma abordagem diferenciada, partindo da análise de seu interesse e interagindo com o usuário até o processo final de compra.

E agora seu lead se transformou em um cliente! Mas é sempre bom lembrar que, mesmo que ele já tenha comprado seu produto, seu trabalho não terminou: não dê bobeira no pós-venda! Esse processo é tão importante quanto a fase de conquista dos clientes.

 

Encantar seus clientes e transformá-los em promotores da sua marca.

Um dos principais diferenciais do Inbound é que ele nos permite tratar cada lead de uma forma especial, portanto, use essa ferramenta da melhor forma possível e encante-o! É fundamental fidelizar e tratar bem cada um dos seus clientes.

E aí, deu pra entender um pouco mais?

No próximo artigo trarei mais alguns insights sobre o assunto.

2 Comments
  1. […] Continue lendo: Explicando o Inbound Marketing (passo2). […]

  2. […] Continue lendo: Explicando o Inbound Marketing (passo2). […]

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like